Phoenician-Punic amphorae from Castro Marim, Portugal: provenance and contents of Pellicer amphora types B/C and D

Authors

GAŠPAR Adam ARRUDA Ana Margarida DIAS Cristina MIRAO José DE SOUSA Elisa MANHITA Ana

Year of publication 2019
Type Appeared in Conference without Proceedings
MU Faculty or unit

Faculty of Arts

Citation
Description O sítio arqueológico de Castelo de Castro Marim fica na parte mais elevada da Vila com o mesmo nome na costa sul de Portugal, perto da fronteira com Espanha. O local está situado no topo de uma colina 30 metros acima do nível do mar erguido numa área pantanosa entre a costa sudeste do Algarve e a foz do rio Guadiana. Várias campanhas de escavaçoes arqueológicas revelaram ocupaçao durante a Idade do Ferro, período romano e Idade Média. O objetivo do estudo é avaliar a presença de dois tipos específicos de ânforas pré-romanas no sítio de Castro Marim em termos de proveniencia e conteúdo. A produçao e distribuiçao de ânforas Pellicer tipo B/C e D podem ser datadas do 5° ao 1° séculos a.C e estao relacionadas com a ocupaçao fenício-púnica da baía de Cadis e do vale do Baixo Guadalquivir. A análise petrográfica do material cerâmico com base na abordagem multi-analítica (principalmente XRD, XRF, petrografia e SEM-EDS) será focada em identificar as diferentes proveniencias de amostras selecionadas de ânforas. Em casos relevantes, os resíduos extraídos dos materiais cerâmicos sao estudados recorrendo a GC-MS para identificar o bem armazenado nas ânforas. Este trabalho discute a origem das ânforas analisadas e contextualiza-as no meio de produçao e comércio de alimentos.