Caboverdianidade em O Escravo de José Evaristo D'Almeida

Název česky Kapverdská identita v O Escravo od Josého Evarista D'Almeidy
Autoři

KUČEROVÁ Kateřina

Rok publikování 2018
Druh Další prezentace na konferencích
Citace
Popis O Romance O Escravo do escritor portugues José Evaristo d'Almeida foi publicado no ano de 1856 quando o arquipélago caboverdiano fazia parte do Império portugues. O Escravo é o primeiro romance com a tematica caboverdiana e também é o primeiro livro escrito em portugues cujo héroi é um personagem negro, ainda por cima, o personagem principal deste livro é um escravo negro cuja moralidade supera a dos colônos europeus. José Evaristo d'Almeida descreveu no seu romance o ambiente caboverdiano com todas as suas carateristicas saindo da ótica europea colonialista, apreciando o povo mestico do arquipélago e dando a voz aos personagens nao-brancas. Esta obra com traços românticos, tal como realistas, é a primeira ficçao em que começa com a dicussao do problema que os sucessores literários de José Evaristo d'Almeida do século XX tentarao resolver – quem é um homem caboverdiano e aonde pertence.

Používáte starou verzi internetového prohlížeče. Doporučujeme aktualizovat Váš prohlížeč na nejnovější verzi.